d

The Point Newsletter

[contact-form-7 404 "Not Found"]

Sed ut perspiciatis unde omnis iste natus error.

Follow Point

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione retornar para pesquisar. Pressione Esc para cancelar.
  /  Mike Indica   /  Dicas   /  8 dicas para pedalar em rodovias

8 dicas para pedalar em rodovias

Bicicleta, bici, velocípede, bike, magrela… Independentemente do nome que você dá a esse meio de transporte, uma coisa é certa: ele está sendo cada vez mais falado, cultuado, valorizado e utilizado, especialmente no Brasil, onde, até alguns anos atrás, não se tinha uma cultura muito forte.

Há o ciclismo de pista, mountain bike, BMX e ciclismo de estrada, sendo esta última a modalidade na qual vamos focar neste artigo, não só por ser a mais tradicional – já que faz parte do maior evento de ciclismo do mundo, o Tour de France –, mas também por envolver muitas particularidades, preparos e cuidados.

Sendo assim, elaboramos oito dicas para você realizar um pedal seguro em estradas e rodovias. Vamos lá!

  1. Escolha o tipo certo de bike

 

Uma das primeiras coisas a se atentar é quanto ao modelo de bicicleta que você vai escolher para realizar o percurso. Para rodovia, a mais indicada é a Speed, mas você também pode optar por uma MTB, fazendo pequenas alterações, como utilizar pneus específicos para asfalto (finos e lisos) e lembrar de travar a suspensão!

 

  1. Cheque as condições de trânsito e clima

Para realizar um bom pedal em rodovia, não basta simplesmente pegar sua bicicleta e sair andando por aí. É preciso traçar um planejamento, que envolve, dentre outros quesitos, pesquisar se não há nada naquele dia (ou período de tempo) que possa dificultar o seu trajeto. Estamos falando de eventuais protestos, trânsitos intensos por conta de horários de pico ou feriados, grandes acidentes, tráfego intenso de veículos de grande porte, etc.

 

Além disso, é muito importante consultar como estará o tempo. Se tiver previsão de chuva, vento, tempestade ou temperaturas extremas, o melhor é remarcar a viagem. Aconselhamos também que se evite o período noturno, pois a visão – tanto a sua quanto a dos outros motoristas – estará prejudicada.

 

  1. Percorra trechos com estabelecimentos

 Quando estiver fazendo o planejamento da sua viagem de bike, pesquise quais os trechos que possuem maior concentração de bases policias, cabines telefônicas, postos de combustíveis e de serviços, etc. Assim, caso você precise comprar algo ou esteja em situação de emergência, será mais fácil conseguir ajuda.

 

  1. Acerte na roupa

 

Tudo vai depender das condições climáticas, do tempo total de viagem e do espaço que você terá na mochila. Mas, no geral, escolha peças que facilitem os movimentos e que possuam tecido altamente respirável, com tecnologias que ajudem a repelir a umidade, a manter a temperatura estável e que colaborem com a aerodinâmica.

Ah, não se esqueça de usar faixas/adesivos refletivos também nas roupas. Segurança nunca é demais e, dessa forma, seu pedal será muito mais eficiente, prudente e agradável!

 

  1. Faça um checklist dos equipamentos/documentos

E por falar em segurança, antes de sair de casa, é imprescindível checar os alguns itens, como: capacete, campainha, luz (dianteira e traseira), espelho retrovisor, acessórios refletivos, óculos de proteção, GPS, equipamentos de manutenção (chaves de raio, boca, philips e allen, espátulas de pneu, extrator de pino, remendos, cola, kit de ferramentas, câmara reserva), entre outros.

Para garantir, compartilhe o seu planejamento de viagem com algum amigo ou familiar que não irá junto. Verifique se está portando seu documento de identificação e escreva em um papel (ou coloque no celular) suas informações de saúde.

 

  1. Não se esqueça da alimentação e hidratação

 

Mesmo que tenha pouco espaço para carregar coisas, não deixe de levar frutas, barras de cerais e carboidratos, pois são eles que vão te oferecer energia para o pedal. E, claro, leve água e hidrate-se de tempos em tempos. Não há uma regra, mas, no geral, é importante beber 200 ml de água a cada 10 km percorridos.

  1. Viaje acompanhado

Se possível, não vá fazer seu pedal na estrada sozinho. Além de ser mais seguro, andar em grupo é mais animado e desafiador. Vocês podem traçar metas e trocar informações de desempenho entre si. Mas atenção: se não for um passeio guiado e avisado à Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), o cuidado tem que ser redobrado! Inclusive, não é aconselhado andar lado a lado com outro ciclista, e sim um atrás do outro.

  1. Tenha cuidado ao pedalar em acostamento

 

O acostamento é um lugar, em tese, seguro para se trafegar com a bike, no entanto, há alguns riscos aos que os ciclistas estão expostos. É comum encontrar detritos de recapeamentos ou consertos no asfalto, objetos e pedaços de pneus, por exemplo. Além disso, é importante se atentar a desníveis, buracos, entradas de retornos e acessos, curvas, trechos sem acostamento, veículos parados, ultrapassagens e zonas de assaltos.

E aí, está preparado para realizar um pedal na estrada? Se já tiver experiência nessa prática, comente aqui embaixo outras dicas interessantes para pedalar com segurança.

 

Deixe um comentário

COMENTE AQUI