d

The Point Newsletter

[contact-form-7 404 "Not Found"]

Sed ut perspiciatis unde omnis iste natus error.

Follow Point

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione retornar para pesquisar. Pressione Esc para cancelar.
  /  Atletas   /  ENTREVISTA: REINALDO COLUCCI AINDA MAIOR EM 2019

ENTREVISTA: REINALDO COLUCCI AINDA MAIOR EM 2019

O gigante do triathlon brasileiro renova sua parceria com a Specialized e seu compromisso olímpico rumo a Tóquio 2020

 

Reinaldo Colucci é grande, não apenas do alto dos seus 1,90m de estatura, mas por tudo que vem realizando pelo triathlon brasileiro. O atleta do time Specialized TRI BR é o maior nome do esporte da atualidade e continua motivado para buscar voos ainda mais altos na sua premiada carreira que completará 20 anos de triathlon na próxima temporada: tornar-se o melhor no triathlon olímpico do Brasil.

“A Specialized está muito feliz com os recentes nomes no triathlon, como da Pâmella Oliveira e o Reinaldo Colucci, fortalecendo nosso compromisso com o desenvolvimento do esporte no país” – ressalta Marina Richwin, responsável pelo marketing da Specialized Brasil.

Mesmo já tendo competido em todos os cantos do planeta, o sotaque interiorano – natural de Descalvado/SP e cultivado com sabedoria em São Carlos /SP – não titubeia quando perguntado sobre o que deseja: “quero muito encerrar minha carreira como o melhor brasileiro nos Jogos Olímpicos, quem sabe um top 10 ou até uma medalha” dispara Colucci com os olhos brilhando como se já vislumbrasse o caminho neste novo ciclo rumo ao Japão. Afinal, vale destacar que Colucci já coleciona duas participações: Pequim (2008) e Londres (2012), mas ficou de fora do Rio 2016 por causa de uma lesão e já não perde tempo em sua escalada no ranking internacional ITU e olímpico.

“Esse ano marca minha volta ao circuito mundial da ITU (Internacional Triathlon Union) que classifica para a Olimpíada. Ano passado não tinha feito nenhuma prova desse calendário. Nesse ano, fiz cinco provas e acredito que foi um balanço positivo” – comenta Reinaldo Colucci, de 33 anos, com todo o foco de quem já conhece o caminho.

“Nas três primeiras provas tive um bom rendimento. Fui terceiro no Pan-americano de Triathlon ITU e nas últimas duas corridas que fiz agora em outubro elas não fluíram. Uma delas teve a natação cancelada e virou um duathlon e a outra tive um pneu furado. Mas essas coisas acontecem. O mais importante é que se a Olimpíada fosse hoje, estaria classificado, no individual e no revezamento (nova modalidade disputada por equipe)” – revela Colucci que também medalha de bronze no Team Relay com a seleção brasileira na Copa do Mundo ITU de Sarasota (EUA).

Com toda sua maturidade no esporte, o Colucci incrementou provas longas em sua temporada 2018. “Fiz três provas longas com minha Shiv, venci duas e uma terminei em segundo lugar, um ótimo retrospecto” – referindo-se aos títulos no Challenge Cerrado e Ironman 70.3 Rio de Janeiro.

Campeonato Brasileiro de Triathlon 2018

O ano, no entanto, só acaba quando termina e a temporada de Colucci ainda conta com a última e não menos importante disputa, válida pelo Campeonato Brasileiro de Triathlon na distância olímpica. “Tenho três brasileiros de triathlon olímpico no currículo e como sou o atual detentor do título, vou para o Rio de Janeiro neste final de semana com a missão de buscar o tetracampeonato” – acrescenta Colucci, que é um dos atletas mais versáteis do mundo.

Futuro próximo

Para 2019, Colucci planeja um calendário intenso, com pelo menos sete corridas internacionais na Copa do Mundo ITU. “Primeiro objetivo é correr o circuito mundial para me manter na zona de classificação olímpica e assim ter mais tranquilidade para me preparar o melhor possível para os Jogos de 2020. Mas antes disso teremos os Jogos Pan-Americanos de Lima”, que acontecerá no mês de julho de 2019 no Peru.

“Conseguir uma medalha nos Jogos acaba marcando a carreira e nenhum atleta conseguiu ser bicampeão Pan-Americano. Vou buscar superar minhas próprias marcas pessoais”.

Medalhista de ouro nos Jogos Pan-americanos de 2011 em Guadalajara, no México, Colucci revelou que ainda pode adicionar algumas provas no Brasil, como o Challenge Cerrado e o Ironman 70.3 Rio de Janeiro. “Se meu calendário for compatível, pretendo prestigiar essas corridas”.

“Depois de 2020, vou focar novamente nas provas longas. Já estive em dois Jogos Olímpicos e duas vezes no Ironman em Kona. Quero muito ainda um top 3 no Havaí antes de encerrar minha carreira” – adiciona o triatleta que conhece bem sua capacidade físico-mental em busca de novos recordes em provas de endurance.

Renovação com a Specialized

“A Specialized sempre procura os melhores atletas. No time dos atletas globais da Specialized, eles são sempre os melhores. E a equipe no Brasil não poderia ser diferente. Sinto orgulho de ter uma marca que escolhe os melhores atletas e é uma satisfação muito grande fazer parte do time. Todo atleta sonha na equipe Specialized” – destaca Colucci, que renovou a parceria com a Specialized Brasil.

“Gostamos muito do perfil de atleta do Colucci, com caráter, ético, íntegro e o respeito que ele tem dentro do esporte. E o mais impressionante é como ele consegue perdurar por tanto tempo no  triathlon em altíssima performance. Habilidade e a constância desse triatleta é incrível em todas as distâncias” – comenta Talita Saab, responsável pela núcleo de triathlon na Specialized Brasil.

Equipamentos 

Para alcançar seus objetivos. Colucci vai continuar utilizando as bicicletas S-Works Shiv e Venge Pro Disc, sapatilhas S-Works 7, Trivent, capacetes S-Wors Evade e TT, dentre outros equipamentos e tecnologias específicas para o triathlon.

“Fiquei surpreso com a facilidade de ajuste que uma bike de alto rendimento como a Shiv apresenta. A Shiv tem infinitas possibilidades de ajustes, atendendo todo tipo de performance” – destaca Colucci.

Para as provas com distância olímpica, o triatleta utiliza a estradeira mais aerodinâmica do mundo, a Specialized Venge. “É uma bike mais responsiva. Utilizo um quadro tamanho 58cm e com isso ela me ajuda nas retomadas. A Venge é uma bike aero road que tem uma resposta muito boa de aceleração” argumenta Colucci.

“Estava no limite do ajuste, posição bem agressiva, com mesa com angulação negativa -17º – de 130mm de comprimento. Maior mesa que já usei em Fit em atleta. Ele tem muito alongamento e flexibilidade” – revela o Fitter da SBCU Bruno Rosa.

“Acostumar com coisa boa é fácil. Não tive nenhuma dificuldade de adaptação.A Venge foi a primeira bike com freio a disco. Usei a temporada toda com essa nova tecnologia. É indiscutível a vantagem. Presenciei duas ocasiões que provaram os benefícios. Na etapa da Copa do Mundo de Lausanne (Suíça), o ciclismo tinha uma curva fechada logo após uma descida e com o equipamento eu conseguia manter o controle e reduzir somente na hora de fazer a curva, tendo visível vantagem sobre os demais com freios convencionais. Na etapa da Copa do Mundo no Equador houve uma queda na minha frente e consegui frear a tempo, evitando a colisão”.

Em todos os equipamentos da Specialized “os pequenos detalhes e ajustes são o que realmente tornam o conjunto todo muito especial, como por exemplo, a sapatilha que tem a palmilha que você pode substituir de acordo com o arco do pé, a abertura traseira da sapatilha Trivent, o imã no fecho da fivela do capacete, a garrafinha que não desperdiça água, enfim, é como se tudo trabalhasse junto para entregar o melhor possível ao atleta” resume Colucci, que sabe bem que todo detalhe é possível tirar vantagem, que faz diferença no final.

Mensagem final 

No triathlon moderno: “o atleta não pode ter ponto fraco. Estou no esporte há mais de 20 anos, hoje o triatleta precisa ser completo. Precisa trabalhar as três modalidades desde muito novo” – ensina Colucci que saltou da natação para pedalar e correr com maestria por todas as modalidades do triathlon.

“O triathlon na minha vida é minha paixão. É o que me motiva levantar todo dia e buscar melhor. É meu trabalho que gosto tanto que não acho que é trabalho” diz Colucci que termina com uma reflexão:

“Hoje em dia todo mundo quer viver conectado, mas pra mim o legal da vida é viver a vida do lado de fora, existe um mundo lá fora…”

Perfil

Nome completo:  Reinaldo Colucci

Nascimento: 29/10/1985

Natural – Descalvado – SP

Residência: São Carlos – SP

Altura: 1.90m

Peso: 72 Kg

Primeiro Triathlon: 1999 – Ribeirão Preto – SP / Brasil

Profissional desde: 2002

Lazer: Pescar

Comida: Churrasco / Pizza

Ídolo: Ayrton Senna

Lema:”Escolha um trabalho que tu ames assim não trabalharas nenhum dia em sua vida”

Bikes e equipamentos

S-Works Shiv (provas longas)

Specialized Venge Pro Disc (provas curtas)

Sapatilhas S-Works 7 e Specialized Trivent (provas curtas)

Capacetes: Evade e S-Works TT

Equipe: SESI SP Esporte

Patrocinadores: Ohata Sports Training, Woom Techwear, Shimano Road e Specialized

Apoiadores: Aqua Sphere Brasil e Oakley Brasil

Atleta contemplado pelo programa bolsa atleta do Ministério do Esporte do Brasil

Siga:

Instagram: https://www.instagram.com/reicolucci

Facebook: http://www.facebook.com/ReinaldoColucci

Site: http://reitri.com

Specialized TRI BR

A equipe Specialized TRI BR é formada pelos maiores nomes do triatlhon do país, superatletas que nadam, pedalam e correm como ninguém! São atletas revelações à nomes consagrados!

Acompanhe os atletas nas redes sociais:

Embaixadoras

Assessoria e Coach

Deixe um comentário

COMENTE AQUI